"Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou no coração do homem o que Deus tem preparado para aqueles que o amam." I Co 2.9

quinta-feira, 31 de março de 2011

CRONOGRAMA DA CÉLULA

O HOMEM QUE MUDOU O NOME DE DEUS!


Hebreus 11.8-19


EDIFICAÇÃO: Quando Deus se revelou a Abraão as primeiras vezes, ele se revelou como O EL SHADAY = DEUS TODO PODEROSO(Gn.17.1). Abraão não conhecia a Deus, e Deus buscou uma referência de si mesmo. Uma vez que Abraão vem de Ur dos caldeus, e seu pai Terá era fabricante de ídolos. Abraão conhecia muitos deuses. E para se diferenciar no meio daqueles deuses o Senhor se apresenta a ele dizendo: EU SOU O DEUS TODO PODEROSO!

Mas depois de andar com Abraão, Deus muda a maneira de se revelar. Deus passa a usar como sobrenome o nome de Abraão. Deus passa a usar como referência, como indicação de quem ele é o nome de Abraão.

Vejamos algumas referências:Gn.26.24; Êx.3.6; Mt.22.32; At.3.13.

A minha pergunta é: O que fez Abraão para tornar-se esse referencial? O que fez Abraão para que Deus passe a adotar o nome dele associado ao Seu próprio nome? A vida de Abraão marcou tão profundamente a Deus que Hb.11.16 registra: “...por isso Deus não se envergonha deles, de ser chamado seu Deus”.

Observe que Abraão está na Galeria da Fé no meio dos grandes, dos que amaram e serviram a Deus. O Capítulo 11 de Hebreus só fala dos gigantes da fé. É um capítulo com 40 versículos. Ele fala de 15 heróis da fé de forma nominal e mais 11 anônimos. Era prá ser 1 versículo e meio para cada um. Mas ele gasta 11 falando só de Abraão. E nesses onze versículos ele destaca três coisas:

F.T.: Em primeiro lugar ele destaca...

I – A OBEDIÊNCIA DE ABRAÃO:(Vv.8-10)

1.1. Agora nós entendemos porque Deus não se envergonha de ser chamado o Deus de Abraão. Porque ele encontrou em Abraão um filho obediente. Em geral o filho é que se apresenta usando o nome do pai: “Eu sou filho do fulano”. “Fulano é meu pai”. Mas quando o filho se torna uma referência, um grande médico, uma pessoa de renome, então é o pai que começa a dizer: “Fulano é o meu filho. Eu sou pai de fulano”

• É isso que Hebreus está dizendo. Abraão se tornou um referencial de obediência tão grande, que Deus passou a ser conhecido como “O Deus de Abraão”.

1.2. Abraão andou em fé, mas também em obediência. Saiu do lugar que ele conhecia para um lugar que ele não conhecia porque ouviu o chamado de Deus. Abraão não questionou, Abraão não perguntou “por quê?”, ele simplesmente obedeceu no escuro. Saiu andando, crendo que Deus era quem o guiava.

• Deus quer ser conhecido através de sua vida também. Deus quer usar você como referência para que as pessoas conheçam a ele. Mas antes você precisa desenvolver uma vida de obediência.

F.T.: Em segundo lugar ele destaca...

II –OS FILHOS ESPIRITUAIS DE ABRAÃO(Vv.11,12)

2.1. O segundo motivo pelo qual Deus passa a ser chamado o Deus de Abraão, de acordo com Hebreus, é por causa da descendência de Abraão. Abraão não construiu arca como Noé. Abraão não edificou o tabernáculo como Moisés. Abraão não conquistou cidades como Davi. Abraão não construiu o templo como Salomão. Abraão não conduziu o povo de volta do cativeiro como Neemias. Abraão não inventou instrumentos musicais nem armas de guerra. Tudo o que Abraão fez foi ter um filho.

2.2. E através desse filho Isaque Deus trouxe Jacó e Esaú. Jacó teve doze filhos, que deu início às doze tribos de Israel. Deus formou uma nação. E através dessa nação ele trouxe Jesus. E através de Jesus, ele trouxe a luz milhares e milhões de filhos espirituais, nos quais nós também estamos incluídos.(Gl.3.7).

• Se você é dá fé, você também é filho de Abraão. Porque a Bíblia diz que os judeus não são os da carne. Mas aqueles que creram. E por causa desses inumeráveis filhos espirituais Deus se orgulha de ser chamado o Deus de Abraão.

• Quando nós geramos filhos espirituais, nós passamos a ser referência para o nome de Deus.

• Deus não se envergonha de Abraão, porque Abraão gerou uma descendência espiritual para ele. Da mesma forma, Deus está esperando que você gere uma descendência espiritual para Ele.

F.T.: Em terceiro lugar ele destaca...

III – A OFERTA DE ABRAÃO(Vv.17-19)

3.1. Deus passou a ser chamado de o Deus de Abraão, por causa da obediência de Abraão, por causa da descendência de Abraão, mas também, por causa da oferta de Abraão. Abraão sempre foi um homem fiel e generoso. A história dele é uma história de generosidade em toda a Bíblia: a) Quando houve demanda entre os pastores de Abraão e de Ló. Abraão tem uma atitude de liberalidade para com Lo: Gn.13.8,10; b) Abraão era dizimista: Gn. 14.18-20

3.2. Mas teve um dia em que Deus testou Abraão como ele nunca testou a homem algum. Ele pediu o único filho de Abraão. Ele pediu que Abraão sacrificasse no monte Moriá a Isaque. (Gn.22.1-3)

• Deus é um Deus de aliança e um Deus fiel em todas as coisas. A fidelidade faz parte do caráter de Deus. Por isso, Deus só gosta de associar o seu nome aos fiéis da terra. Ele associou o sue nome ao nome de Abraão, se revelando nas páginas da Bíblia como “O DEUS DE ABRAÃO”, por causa da fidelidade dele.

• Será que Deus pode associar o nome dele ao seu? Será que você tem vivido uma vida de fidelidade a esse ponto?